Médico Dr.José Bitu Moreno aponta caos na saúde em rede social

Assim, muitos agora sentem Brasil afora:

Enquanto ando em direção ao centro cirúrgico, ouço o incessante martelar nas paredes da enfermaria em reforma, enquanto espremidos em leitos desconfortáveis, pacientes internados minguam com parcos recursos, sem medicamentos vitais e acessórios básicos do cuidado. E no Pronto Socorro, na UTI, centro cirúrgico, ambulatórios, muitos se enfileiram, peças de dominó, esperando a vez, o atendimento, a internação, para adiar a morte, que já em seu corpo se agarrou como câncer, que já ao seu lado levanta a foice, à espera somente do último toque, para que caiam enfileirados e anônimos. Não são ricos, não têm plano de saúde, dependem do SUS - por isso.
  No futuro um jovem médico aqui passará e quiçá não ouvirá, sob as camadas sucessivas de tinta, os gritos emudecidos do passado. Pisará, sem perceber, onde outrora macas foram leitos e tantos morreram sem recursos. Satisfeito com o mármore e o granito não perceberá que na verdade são lápides de um período em que vidas significaram menos que construções
  É, ele não saberá, eu passarei, o presente que agora vivo passará, e talvez todas as injustiças e sofrimentos aqui perpetrados também passarão - sem nódoas, sem rastros e sem vênias.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HISTÓRIA DO CEARÁ- AS PRINCIPAIS TRIBOS INDÍGENAS

CORDEL - O QUE SÃO SEXTILHAS

ORIGEM DA FAMÍLIA PINHO NO BRASIL