NO COITO DO PESQUISADOR DO CANGAÇO GERALDO JÚNIOR

O CASO DO CANGACEIRO MENINO DE OURO.
Por Geraldo Junior

Embora identificado na tradicional fotografia do bando de Lampião em Limoeiro do Norte/Ce tirada em 15 de junho de 1927, alguns pesquisadores/historiadores afirmam que o cangaceiro "Menino de Ouro" foi ferido gravemente durante a tentativa de invasão à Mossoró/Rn, e que veio a falecer durante a fuga, antes de chegar a Limoeiro do Norte/Ce, sendo enterrado em terras cearenses.

Segundo o pesquisador/escritor Antônio Amaury Corrêa de Araújo "Menino de Ouro" não foi o cangaceiro que foi morto nessa ocasião, e que inclusive, esteve pessoalmente com ele há algumas décadas atrás.

Um detalhe que devemos observar com atenção é o fato de todos os moradores da região da Lagoa do Rocha (Chapada do Apodi) em Limoeiro do Norte/Ce, serem unânimes em afirmar que o cangaceiro que foi ali enterrado é realmente o “Menino de Ouro”. Inclusive, o próprio senhor que serviu de guia para Lampião até Limoeiro, afirmou ser o referido cangaceiro.

Onde está a verdade nisso tudo? Será mais um enigma não solucionável do cangaço?

Na imagem abaixo em destaque (círculo) aquele que é apontado por alguns como sendo o cangaceiro "Menino de Ouro". Observem que na foto ele está identificado como “Alagoano”.

ADENDO - JOSÉ MENDES PEREIRA

Sobre o cangaceiro "Menino de Ouro" vou apenas repassar para os leitores o que me informou em sua residência em Mossoró, dona Francisca da Silva Tavares viúva de Antonio Luiz Tavares, o ex-cangaceiro "Asa Branca", pois na verdade eu não sou nenhuma autoridade sobre este caso, e nem tão pouco sobre outros relativos ao cangaço.

Dona Francisca Tavares me informou que muitos falam que "o cangaceiro Menino de Ouro" foi morto em 1927, quando houve a tentativa de assalto à Mossoró, pelos facínoras da "Empresa de Cangaceiros Lampiônica & Cia", mas que não é verdade.

Em décadas passadas, Asa Branca, ela e filhos residiram por um longo tempo em Macaíba, próxima à Natal, capital  do Rio Grande do Norte, e o cangaceiro "Menino de Ouro" era seu vizinho (e amigo de Asa Branca desde o tempo do cangaço).

Como eles viviam em dificuldades para sustentarem a família, o "Menino de Ouro" foi um salva-vidas para toda a família, pois o que ele ganhava, os ajudava com alimentos e o que ele podia fazer por todos. Ela afirma que ele foi um verdadeiro irmão e pai para eles, ajudando-os a sobreviverem.

Com esta informação, fica conformado o que falou o Dr. Antonio Amaury Correia, que esteve com ele em décadas passadas.

Lembrando ao leitor que o que aqui repassei, não prejudicará as informações do pesquisador Geraldo Júnior. É apenas mais uma informação que me foi repassada pela viúva do ex-cangaceiro Asa Branca.

Fonte: facebook
Geraldo Antônio de Souza Júnior (administrador do grupo O Cangaço)

http://blogdomendesemendes.blogspot.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HISTÓRIA DO CEARÁ- AS PRINCIPAIS TRIBOS INDÍGENAS

CORDEL - O QUE SÃO SEXTILHAS

ORIGEM DA FAMÍLIA PINHO NO BRASIL