SESMARIA LAGOA DO IGUATU - GUERRA ENTRE MONTES E FEITOSA


Sesmaria - Lagoa do Iguatu

 

Data da concessão: 06.06.1720

Local da concessão: Fortaleza de Nossa Senhora de Assunção

Dimensão do imóvel: 2 x 3 léguas

Outorgado: Lourenço Alves Feitosa

Outorgante: Salvador Alves da Silva, Governador do Ceará.

Texto: “Salvador Alz da silva cavaleiro profeço na ordem de nosso Senhor Jezus cristo capitam Mayor daCapitania doCeara grande acujo cargo esta ogoverno della por Sua Magestade etc. fasso saber aos que esta carta dedata esismaria Virem que Amim me reprezentou adizer o Comisario Lourenço Alves feitosa morador nesta capitania doSiara grande que elle Suplicante tem seus gados VaCuns ecavalares enão tem terras bastantes para os acomodar ecomo na aLagoa do agoautû eo seu crrogo que fica emtre o Sitio do sargento mor Joam Desousa de Vasconcelos por nome quixahuha se acham terras devolutas edesaproveitadas adonde ele Suplicante se pode aComodar com duas Legoas deterra deComprido meya para cada banda as coais terra elle Suplicante aver por prescritas De Francisco de montes Silva pellas aver pedida enão as povoou nem por Sy nem por outro pello pede a VM. Seja servido Digo pede a Vm. Lhe faça mercê concer em nome de desua Magestade q Ds goarde as duas Legoas  deterras deComprido com uma delargo meya para cada banda fiCando aLagoa servindo de pião erecebera mercê. Despacho [...] Hey por bem deConceder como pela prezente consedo emnome desua Magestade as terras q pede oSuplicante econfronta em sua petição na mesma forma pedidas econfrontadas não preJudicando atreseiros as coais terras lhas dou econcedo para Sy eSeus erdeiros asendentes edesendentes para nellas criar seus gados emais criaçois com todas suas agoas campos matos testadas Logradouros emais Utis que nellas ouverem eSera obrigado aConfirmallas no termo daley goardando emtudo as ordens desua Magestade epor ellas Dara caminhos Livres ao concelho para fontes pontes epedreiras pello que ordeno atodos os oficiais Digo menistros dafazanda aJustiça aquém esta minha carta dedata eSismaria for apresentada aquém deva e haja de pertencer em comprimento dellalhe dem aposse rial efetiva eactual na forma custumada aCoal se Cumprira egoardara tam pontual einteiramente como nella se contem sem duvida embargo ou contradição alguma que para firmeza detudo lhe mandei passar aprezente por mim aSinada eSelada com oSenete de minhas armas  acoal se rezistara nos Livros das datas desta capitania. Dada nesta fortaleza de nossa Senhoa dasumpção aos Seis De junho demil esete sentos evinte.”(DATAS, n.468)”.

Conforme reza o texto supra as terras requeridas por Lourenço Alves Feitosa eram prescritas e não povoadas pelo primeiro requerente Francisco de Montes e Silva. Nestas circunstâncias a legislação pertinente abria a possibilidade para que outros interessados pudessem requerê-las. Foi o que fez o Comissário.

Ao proceder a demarcação do imóvel foi surpreendida por investidas armadas comandadas por Francisco de Montes e Silva, interessado em reaver as terras que por direito não mais lhe pertenciam. Lourenço reagiu prontamente. Seu irmão Coronel Francisco Alves Feitosa, por ser cunhado de Francisco de Montes e Silva—vez que casado com Isabel de Montes Silva--- resultou por algum tempo em tomar partido nas contendas. Mas, quando se decidiu em favor do irmão abraçou a guerra pra valer: ” arregimentou 800 índios nos Inhamuns para a luta”(Aroldo Mota in História Política de Tauá, 2002, p.22). Mortes muitas causaram baixas entre as partes beligerantes. O impasse durou quase vinte anos trazendo intranqüilidade ao interior cearense.

 

Por. Lailson Feitosa

Comentários

  1. Um texto de grande valor historico.
    Muito grato, professor por tão relevante contribuição.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

HISTÓRIA DO CEARÁ- AS PRINCIPAIS TRIBOS INDÍGENAS

CORDEL - O QUE SÃO SEXTILHAS

ORIGEM DA FAMÍLIA PINHO NO BRASIL