Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2012

O DINHEIRO

Imagem
Quanto mais rica a pessoa, mais necessidades surgem.Seria então mais difícil ser feliz a medida  que ficamos mais ricos?
Qaundo temos muito dinheiro começamos a satisfazer todos os nossos desejos.E aí descobrimos muitas outras que jamais imaginávamos ter.A vida se torna muito mais complicada, a ansiedade aumenta. E, quanto mais você tem, mais medo tem de perder o que possui. Por isso, quando as pessoas ganham muito dinheiro , a vida se torna muito mais difícil. poucos sabem como lidar com ele e como desfrutá-lo.Quando passam a te muito dinheiro, as pessoas simplesmente continuam a serem o que já eram quando não tinham tanto dinheiro, só que num grau muito mais elevado.
                                                                     (Revista Meu Dinheiro)


Projeto Percussão Ambiental

Imagem

Do Túnel do Tempo

Imagem
Chagas, Nonato, meu pai antônio Leandro, Emanoel Leandro, Jerrandry, Alysson de Pinga e Chico Antônio na janela

LAMPARINA - Pedro Salgueiro

A  velha Olga ainda  se lembrava de todas as fofocas de família e as contava(gesticulando muito) enquanto fazia pequenas fogueiras com os papéis juntados nas calçadas. passado muito da meia noite,e a lua já se escondia por trás de um casarão no outro lado da praça.
Durante o dia ela pouco alava, entretida com os trabalhos de casa.As poucas vezes que saía, era para ir a bodega no final da rua e as únicas palavras que escapavam de sua boca dirigiam-se a alguns vizinhos de sua idade: bons dias ditos sem querer olhar para o cumprimentado, a cabeça permanentemente baixa.
   Boquinha da noite, as que possuíam lâmpadas a gás acendiam-nas e as penduravam em um prego na parede da sala.noutras residências circulavam lamparinas de querosene, alumiando os últimos afazeres domésticos.Até que no mais tardar dez horas da noite, não se avistava mais a claridade filtrada através das frestas de portas e janelas.
   somente quando a rua parecia não ter mais vida, acendia-se uma lamparina na casa de c…

ZÉ QUALQUER E CHICA BOA - JESSIER QUIRINO

ZÉ QUALQUER E CHICA BOA

Empurra a cancela Zé
Abre o curral da verdade
Pra mostrar pra mocidade
Como é que vive um Zé
Sem um conforto sequer
Com suas latas furadas
E a cacimba tão distante
Um Zé arame farpante
Feito de gente e de fé.

O Zé que se aprisiona
Aos cacos velhos da enxada
Que nasce herdeiro do nada
E qualquer lado é seu caminho
Medalhas são seus espinhos
Quedas de boi são batalhas
Seus braços, duas cangalhas
De taipa e barro é seu ninho.

O Zé metido em gibão
Numa besta atrás dum boi
Por entre as juremas pretas
Por onde o bicho se foi
A poder de grito e ois
Peitando graveto torto
Um dos três vai sair morto
Ou ele, a besta ou o boi.

É caboco elefantado
Que não tem medo de cruz
Que fita o sol faiscando
Dez mil peixeiras de luz
O Zé que assim se conduz
Nas brenhas deste sertão
O Zé Ninguém, Zé Qualquer
Não é qualquer qualquer não

É um qualquer niquelado
Acabrestado num Zé
Não é Zé pra qualquer nome
Nem Qualquer pra qualquer Zé
Diante desses apois
Eu vou dizer quem tu sois
Pode es…

Sitio Varzinha - 1951. Por A.Morais

O fato é que esta historia  aconteceu no sitio Varzinha por volta de 1951. Dizem que na casa de Dona Raimunda a higiene não era   prioridade precipua. Os guardas da higiene, que se não tivessem extinguido, hoje não teríamos dengue, malária, calazar e outras epidemias no pais - bateram a porta de Dona Raimundo que morava com mais tres irmãos com as idades avançadas e ainda solteiros. Foi Raimunda quem os atendeu:
Quem é lá?
São os guardas da higiene.
O que os senhores querem?
Queremos vistoriar a casa!

Carece não! José  não come, e se não come não caga. Zunda vive trabalhando na roça, portanto caga no mato, e Joaquim quando caga, enrola num papel e joga no telhado da casa.
Mesmo assim  os guarda conseguiram convencer e entraram na residência! Quando  colocaram a lanterna no pote da agua de beber encontraram uma alpercata de currulepe do Joaquim desaparecida há seis meses. 
Então a historia foi  encerrada com  esta declaração de Dona Raimunda: Tá vendo Joaquim, onde estava t…

RAIMUNDO FERREIRA E SUAS PERIGOSAS BICICLETAS-POR GIOVANI COSTA

Imagem
Quando eu trabalhei no GERF- Grupo Empresarial Raimundo Ferreira (Viação Brasília)no inicio da década de 80, eu ouvia dizer que o primeiro empreendimento de Raimundo Correia Ferreira teria sido um quiosque de vender sucos em Cajazeiras, na Paraíba.
No entanto, recentemente eu fiquei sabendo que na verdade o seu primeiro negócio como empreendedor foi o seguinte. Na década de 50 quando se contavam nos dedos de uma mão os veículos que haviam em Várzea Alegre, o Sr. Raimundo Ferreira foi em Campina Grande e trouxe para nossa cidade uma frota de cinco bicicletas, até então desconhecidas do nosso município.
O negócio funcionava da seguinte maneira. O ponto das bicicletas era na praça Santo Antônio e ele as alugava por hora.
Nossa, aquilo naquela época foi o maior sucesso! Se hoje chegasse por aqui um carro de Fórmula 1 não fazia tanto sucesso nem causava tanto rebuliço.
Todo mundo que podia pagar queria dar uma volta de bicicleta.Era só o que se comentava mais na cidade.
Enquanto isso,…

CANGAÇO-- PERSEGUIDORES DE LAMPIÃO- DAVI GOMES JURUBEBA

Imagem

TÚNEL DO TEMPO-EMOÇÃO, MUITA EMOÇÃO! CORÍNTHIANS 1977- FIM DE UM JEJUM

Imagem
O Corinthians vinha de uma decepção recente. Havia perdido o título paulista para o Palmeiras em 1974. Derrota que custou a cabeça de Rivelino. A torcida, que só crescia, estava ressabiada com o time. Ganhamos a primeira partida por 1x0 e perdemos a segunda por 2x1. Palhinha, o craque do time, não ia entrar em campo naquela terceira e decisiva partida.

Quinta-feira a noite, mais de 86 mil torcedores do Corinthians no estádio (na partida anterior foram mais de 146 mil, recorde absoluto do Morumbi) esperando ansiosos pelo título que muitos ali nunca tinham visto.

Oswaldo Brandão, técnico do último título paulista em 1954 havia sido contratado pra levar o Corinthians de volta ao título e, segundo conta Basílio, na manhã do jogo Oswaldo Brandão entrou no quarto e disse “Basílio, eu vi. Você vai fazer o gol do título!”.

O jogo começa e logo Rui Rei, craque da Ponte Preta discute com o arbitro Dulcídio Wanderley Boschila e é expulso, mas as coisas não ficaram tão fáceis pro Corinthians, co…

RECEBI POR EMAIL DA FIESP

FRANCISCO,
Você se uniu à FIESP para diminuir a conta de luz de todos os brasileiros. Vencemos a primeira etapa. Mas ainda temos uma batalha pela frente.
A FIESP fez a sua parte. Promoveu a campanha 'Energia a Preço Justo', denunciando que o brasileiro paga, indevidamente, uma das contas de luz mais caras do mundo. Você fez a sua parte. Assinou o abaixo-assinado que mobilizou o Brasil e o Governo Federal.
A Presidenta Dilma fez a sua parte. Ouvindo nossos argumentos, ela editou a Medida Provisória 579, que dará para o povo brasileiro um desconto médio de 20,2% na tarifa a partir de 2013. Mas, para nossa surpresa, tem gente jogando contra. A Medida ainda tem que ser aprovada pelo Congresso Nacional para virar Lei. E acredite: já tem lobby para que os deputados e senadores não aprovem a MP.
Acesse www.energiaaprecojusto.com.br e envie um e-mail cobrando do seu Deputado e do seu Senador o voto a favor da MP 579. Energia a preço justo. Lute por esta conquista.
FIESP – Federação das Ind…

FAMÍLIA FEITOSA- DE JOÃO ALVES FEITOSA, DE PORTUGAL AO RIACHO DO MACHADO- XI PARTE

FILHOS DE MANUel ALVES DE MORAIS(MANUELZINHO DO PITA) E ANA, FILHA DO CAPITÃO JOSÉ ALVES FEITOSA, DE SANTANA (MEUS TETRAVÓS) :
1-João Alves de Morais
2-Antônio Alves Feitosa, casado com Ana, filha de José Raimundo Duarte de Meneses
3-Josefa, casada com Vitorino Bezerra de Menezes(Vitu, que virou Bitu), também filho de Zé Raimundo
4-Ana, casada com João, também filho de José Raimundo
5-Raimunda
6-Eufrásio Alves de Morais
7-Maria
8-Leonarda
9-Clara Maria de Jesus (casada com Manuel Leandro Bezerra ( meu bisavô), também filho de José Raimundo do Sanharol.
 Filhos de João  Alves Bezerra,  do Poço da Roça, com Maria Madalena Vieira:
1-Raimundo de Morais Rego
2-Leonardo Alves Bezerra
3-Eufrásio Alves bezerra
4-Pedro de Sousa Rego, casado em 1as. núpcias com Bárbara, filha de José Riamundo do Sanharol
5-Jácome
6-José
7-Ana
8-Mariana Alves Feitosa
9-ClaraVieira de Sousa
10-Josefa
obs: João Alves Bezerrqa era casado com uma sobrinha.

E ai chegamos ao Machado, especicificamente no Sanharol, vocês …

A Cuscuzeira - Por Giovani Costa

Imagem
Depois de contar muitas proezas dos outros, resolvi contar-lhes esta que aconteceu comigo há algum tempo atrás. Estava havendo um surto de roubo de galinha no nosso Sanharol e vizinhança: Chico, Serrote, Inharé, Canto etc. Lá em casa desde os anos 60 nunca faltou uma espingarda de cartucho que os meus irmãos usavam para caçar. Só que teve uma noite que eu resolvi me prevenir se o ladrão viesse. Dar-lhe um susto grande. Tinha uma espingarda Rossi, calibre 28, com uns cartuchos cheios, próprios para matar veado. Quando foi uma certa noite eu fui dormir na cozinha, a espingarda debaixo da rede com o bornal e os cartuchos que Manoel Leandro havia preparado. Botei uma cadeira encostada na porta, pois da brecha de cima dava prá ver o puleiro. Uma certa hora, meia noite talvez, eu acordei ouvindo aquele grito de galinha sendo presa.
Quielllllll
Eu pensei é ele: subi na cadeira e avistei debaixo do puleiro um vulto redondo que não dava para distinguir direito, pois estava mui…

NO TÚNEL DO TEMPO-3

Imagem
Francisco das Chagas Bezerra meu irmão), adolescente

O SENHOR CORRIGE-BEZERRA DE MENEZES

O Senhor corrige:
a ignorância: com a instrução;
o ódio: com o amor;
a necessidade: com o socorro;
o desequilíbrio: com o reajuste;
a ferida: com o bálsamo;
a dor: com o sedativo;
a doença: com o remédio;
a sombra: com a luz;
a fome: com o alimento;
o fogo: com a água;
a ofensa: com o perdão;
o desânimo: com a esperança;
a maldição: com a benção.
Somente nós, as criaturas humanas, por vezes, acreditamos que um golpe seja capaz de sanar outro golpe.
Simples ilusão.
O mal não suprime o mal.
Em razão disso, Jesus nos recomenda amar os inimigos e nos adverte de que a única energia suscetível de remover o mal e extingui-lo é e será sempre a força suprema do bem.”
Bezerra de Menezes

Se benzeu, rezou o Credo e Choveu na mesma Hora. Patativa do Assaré

O velho João Guardanapo Pra todo mundo saber. Dizia: faço chover Sem precisar chegar sapo De nuvem nenhum farrapo Mas que a chuva não demora Disse e vou provar agora, Não sou Deus, mas arremedo, Se benzeu, rezou o credo, E choveu na mesma hora.

O BRASILEIRO QUE MEDIU O SOL- POR ANA PEROLLA FERREIRA

Imagem
O Brasileiro que mediu o Sol . O Sol é maior do que se pensava - foi um brasileiro quem descobriu isso. O cientista Marcelo Emilio, da Universidade Estadual de Ponta Grossa, no Paraná (com pesquisadores americanos das  Universidades Stanford e do Havaí ) o calculo foi feito com a maior precisão da história. De acordo com os astrônomos,o diâmetro do Sol é de 1.392.684 km com margem de erro de apenas 130km. Para esse complexo cálculo,os pesquisadores observaram dois momentos em que o planeta Mercúrio passou em frente ao Sol em 2003, e em Novembro de 2006 o Satélite SOHO,da NASA tirou imagens que pela primeira vez essas medidas foram feitas a partir de um instrumento fora da atmosfera terrestre o que aumenta a precisão. Agora o mesmo grupo de cientistas, com o apoio do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de estudos do Espaço; busca uma medição ainda mais correta, a partir do mesmo fenómeno- ou seja o transito de VENUS que passou em frente ao Sol no começo de Junho
Ana Perolla Ferre…

Família Feitosa- De João Alves Feitosa de Portugal ao riacho do Machado- parte X Obs:Cheguei no meu tetravô Manuelzinho do Pita- Giovani Costa

Filhoi  do Capitão jJão alves feitos Alves Feitosa da Baixa Verde , com Mariana:
1-Cap. Pedro Alves Feitosa, do Olho D'Agua
2-João Feitosa
3-josé alves feitosa
4-Mariana
5-Raimunda
6-Fotunato Alves Feitosa
7-Joana
Filhos do Cap. José Alves Feitosa, de Santana:
 1-João Bezerra Vale
2-José Alves
3-Francisco Feitosa
4-Antônio da Costa Alves feitosa
5-Ana, (minha tetra avó), casada com Manuel alves de Morais, do Pita, filho do Alferes jacinto de morais Rego.
6-Leonarda
Filhos do Alferes Jacindo de Morais Rego, casado com Maria alves Feitosa:
1-João alves Bezerra. do Pòço da Roça
2-Ten.  Pedro de Sousa Rego, do pita
3-Manuel alves de Morais, do Pita (meu tetraô)
4-Jacinto (Jacintinho)
5-eufrásio
6-Antônio de Sousa Rego
7-Bárbara
8-Josefa
9-Ana
10-Maria Madalena , do Açude
11-Antõnia
12-Gonçalo Alves Bezeera
13-Maria (solteira
Obs: importante informar que aqui encontramos um conflito de informação de sobreniome: No livro:; Várzea Alegre, sete gerações desde Papai Raimundo, o nome do m…

COISAS NOSSA - POR MUNDIM DO VALE

O meu pai Pedro Alves de Morais ( Pedro Piau ) Era escrivão do cartório do segundo ofício.E João Alves de Lima ( João Francisco ) Do primeiro ofício. Os dois cartórios ficavam na rua Major Joaquim Alves, em Várzea Alegre a menos de 50 metros de um para o outro. Rita Valdeliz Correia, casada com Jesus Clemente, acumulava as funções de distribuidora e contadora da comarca, mas tinha dificuldade para fazer o seu trabalho. Sempre recorria ao meu pai ou a João Francisco. Um certo dia meu pai estava lavrando uma escritura com uma certa urgência, quando chegou Valdeliz com quatro processos na mão. Colocou no balcão e falou: - Pedro Piau. Distribuía esses processos para mim, que já tá com cinco dias que o juiz despachou e eu ainda não tive tempo. Meu pai sem nem levantar a cabeça disse: - Valdeliz. Eu sinto muito. Mas você teve cinco dias para distribuir e não distribuiu, agora vem no último dia, quando eu estou muito ocupado. Não vai dar não. Valdeliz catou os processos e saiu para o outro cartóri…

Circo do Interior!

Imagem
Circo do Interior!
Quando retornava de um show em uma cidade do interior da Paraíba, Luiz avistou, do carro um circo desses bem humildes, que transita de um lugar para o outro, um circo mambembe!
Ele então pediu para o motorista levá-lo mais próximo. Ficou observando do carro a vida daquelas pessoas humildes que por intermédio do circo, faziam as pessoas sorrirem em troca da própria sobrevivência.
Um senhor do circo o viu, veio até o carro e disse:
o Sr. Não é Luiz Gonzaga?
Ele disse: Sim, sou eu mesmo!,
E o que o senhor faz por aqui? Perguntou o dono do circo, espantado!
Luiz falou: Vim pedir pra você anunciar que, hoje à noite, Luiz Gonzaga, vai tocar neste circo!.
O homem, meio que sem jeito, falou:
Sr. Luiz, a gente não tem condições de pagar um artista que nem o senhor!
E Luiz respondeu: Anuncie assim mesmo, homi, que Luiz Gonzaga vai tocar aqui esta noite! E tocou o carro pra pista...
À noite, o circo, simples e tão desestruturado que nem cobertura tinha, es…

CHICO ONTÕE NO BATIZADO COM DOIS MESES

Imagem
Minha mãe Maria Carmelita Bezerra sempre deu valor numa pessoa duas coisas: formosura (ser forte, gorda)  e boniteza. Vai ficar para a eternidade como a mãe dos filhos bonitos.Todos os filhos eram assim, gordinhos.Conta ela que ia passando com Chico Ontõe nos braços para batizar e Seu Quinco Honório a      parou  na calçada, pegou na perna do menino e perguntou: o que é que a senhora dar para esta criança? Ai mãe respondeu: papa de goma sem doce, Seu Quinco! Aí ele teria dito:e é? Pois eu pensava que era dessas massas que vem do estrangeiro!
E foi assim que nós fomos criados: comendo papa de goma sem doce e os brinquedos era uma cuia e uma espiga de milho, como minha mãe sempre gostou de dizer! O soro era é uma outra história!

Família Feitosa- De João Alves Feitosa de portugal ao Riacho do Machado-I X parte

Filhos de Manoel Alves:
1- Cap. Manoel alves Feitosa Cavalcante do Poço do Cavalo
2-Ten. João Alves Cavalcante
3-Raimundo

Filhos de Antônio Alves:
1-josé de Arujo
2-Antônio    Alves
3-Anacleto
4-Felizarda
5-tinha outra filha

Filhos de José Ferreira Goindim:
1-joão Cavalcante
2-Francisco alves
3-Tomé e outra filhas (ele  não era casado)

Filho do Cel José Alves Feitosa:
josé do Vale Pedrosa(filho único)
Filhos do Cel.  Eufrázio alves Feitosa  e Mariana Alves Feitosa:
1-Pedro Alves Feitosa  , do CoCocá
2-Josefa alves Feitosa
3-Rita alves Feitosa

GIRO PELO NORDESTE - TERESINA

Imagem
Teresina, uma bela cidade que precisava de mais "ramblas"como esta da Av. Frei Serafim....cada grande avenida podia ter uma.....ia mudar um pouco a paisagem e a sensação térmica principalmente nos meses do "b-r-o bro"....
(do facebook do amigo arquiteto José Sales, de Fortaleza, com permissão do mesmo)

A Seca do Ceará - Leandro Gomes de Barros

Imagem
foto-Chagas Bezerra


Seca as terras as folhas caem,
Morre o gado sai o povo,
O vento varre a campina,
Rebenta a seca de novo;
Cinco, seis mil emigrantes
Flagelados retirantes
Vagam mendigando o pão,
Acabam-se os animais
Ficando limpo os currais
Onde houve a criação.

Não se vê uma folha verde
Em todo aquele sertão
Não há um ente d'aqueles
Que mostre satisfação
Os touros que nas fazendas
Entravam em lutas tremendas,
Hoje nem vão mais o campo
É um sítio de amarguras
Nem mais nas noites escuras
Lampeja um só pirilampo.

Aqueles bandos de rolas
Que arrulavam saudosas
Gemem hoje coitadinhas
Mal satisfeitas, queixosas,
Aqueles lindos tetéus
Com penas da cor dos céus.
Onde algum hoje estiver,
Está triste mudo e sombrio
Não passeia mais no rio,
Não solta um canto sequer.

Tudo ali surdo aos gemidos
Visa o aspectro da morte
Como a nauta em mar estranho
Sem direção e sem Norte
Procura a vida e não vê,
Apenas ouve gemer
O filho ultimando a vida
Vai com …

SERVIÇO SEBOSO - GIOVANI COSTA

Isabel de Barela é um exemplo de pessoa vencedora. Saiu daqui nos anos 70 para São Paulo, trabalhou em fábrica, sofreu, lutou e venceu, formando-se em biblioteconomia. aposentou-se  em 2005 como bibliotecária  da OAB-SP.
´É uma pessoa que tenho grande admiração. Mas o caso que vou contar sucedeu-se nos anos 70, quando a pobre Isabel estava no começo da vida em São Paulo, logo nos primeiros empregos. Anita de Raimundo Pretinho foi passear em São Paulo e quando chegou D. Antônia de Barela foi saber notícias dos filhos.Anita você viu meus filhos?
_Vim D. Antônia, vi todos. inclusive Zabel mandou dizer à senhora que ela agora tá trabalhando num serviço tão nojento, um serviço tão seboso ( suponho até que fosse de faxineira. D. Antônia com a notícia foi logo dizendo: Virgem Maria, que será esse serviço?
Anita disse: sei não D.Antônia.
Raimundo Pretim, encostado na parede, só escutando a conversa, foi logo se metendo:
Vixe, será se é limpando CU de gente?

NO TÚNEL DO TEMPO - TIME DO GUARANI CAMPEÃO DE VÁRZEA ALEGRE DE 1984

Imagem

FAMÍLIA FEITOSA- DE JOÃO ALVES FEITOSA DE PORTUGAL AO RIACHO DO MACHADO VIII PARTE

Filhos do Cap. José Pereira do Canto, do Olho d"agua e Josefa, filha de Gabriel de Morais Rego e de Catarina Pereira de Almeida::
1-Cap. José Pereira do Canto, do Figueiredo
2-Josefa,
3-Ana
4-Anacleta
5-Rita
6-teresa
7-Catarina
8-Antonia
9-Mariana

O Cap. Manoel Pereira do Canto não caosu mas deixou uma filha: Ana Pereira do Canto

Filhos de  Gabriel de Morais Rego, de São Gonçalo, com Catarina Pereira de Almeida
1-Jacinto de morais Rego
2-Gabriel de Morais rego
3-Manoel Antônio de Morais
4-Vicente Ferreira de sousa
5-Leonor Pereira
6-Maria alves
7-Bárbara
8-Josefa
9-Ana,
10-Isabel
11- Anacleta, que morreu solteira
12-Raimundo
13-Antônia
Filhos de Arnaud de holanda Cavalcanti e Francisca, neta de Francisco Alves Feitosa:
1-Manuel d eBarros Cavalcanti
2-Francisco de Holanda cavalcanti
3-Estêvão
4-José de Holanda
5-Matilde
6-Eugênia
7-maria
8-Isabel







COMO É O SOLO DE VÁRZEA ALEGRE? TEM MINÉRIOS?

O município de Várzea Alegre apresenta um quadro geológico relativamente simples, observando-se um predomínio de rochas do embasamento cristalino, representadas principalmente por granitos, gnaisses e migmatitos do Pré-Cambriano indiviso. Sobre esse substrato, repousam coberturas aluvionares, de idade quaternária, encontradas ao longo dos principais cursos d'água que drenam o município, bem como sedimentos detríticos que ocorrem como manchas isoladas na região.
Solos podzólicos predominam na região, tendo estabelecida a vegetação de caatinga arbustiva aberta e caatinga arbórea (floresta caducifólia espinhosa).

Fonte: cprm.govb.r

DOMINGO DE HUMOR - Léo Lins fala sobre o casamento real

Imagem

GIRO PELA REGIÃO- FARIAS BRITO- CONHEÇA SUA HISTÓRIA

Imagem
A área geográfica onde se localiza a atual comunidade, foi outrora, campo de atividade da valente tribo cariús, que habitava grande parte da zona sul do Ceará. O povoamento da terra teve início no primeiro quartel do século XVIII e se originou da concessão de datas de sesmarias a alguns pioneiros. Registro da crônica histórica dá conta que um dos vultos marcantes da formação da comuna foi o coronel Francisco Gomes de Oliveira Braga, chefe político muito influente que consegui fosse o florescente povoado elevado à categoria de vila. Origem do Topônimo: nome primitivo do município era Quixará. É um topônimo de origem indígena. Vem de "quixa" o que corta, o dicotiles "queixada" mais "à" (sufixo, dizendo "composto do" - composto de queixadas; lugar onde abundam esses dicotiles. Formação Administrativa Distrito criado com a denominação de Quixará, por ato de 22-07-1873 e por lei provincial nº 2042, de 06-11-1883. Elevado à categoria de vila com a…

BRINCADEIRA ERA UM JEGUE DE VOVÔ! RADY ARAÚJO

Imagem
Monto em cavalo desde que era criança, Seu moleue atrevido e cretino. Sua cabeça chata em cima do pescoço fino, Mais parece a Rapunzel com suas trança, Esse cavalo vou deixar prá você de herança, Prá você andar nele de vestido ou prá de baixo dele você dar gemido, Seja sentindo prazer ou sentindo dor, já dei tanto tabefe em cantador, Que o meu braço deireito está duído! -

QUEM TEM MAIS NERVOS? POR GIOVANI COSTA

Imagem
Estava uma roda de amigos falando sobre pessoas corajosas. Um disse que tinha visto Romualdo de Joaquim Gibão plantando bananeira na torre da igreja de São Raimundo. Aí é ter nervo, gente! Outro disse : nervo quem tem é Nelson Piquet , andar numa velocidade daquela sem medo d e morrer. Seu Jaime da Vvarzinha disse: terminaram? Pois deixa eu dar minha opinião. Nervo tem é eu que vou já tomar dinheiro emprestado a juro a Pedim Bitu. Zezinho de Santa , irmão dele, estava perto e emendou: nervo tem é Pedim se emprestar. 1

CANGAÇO- NARCISO GOMES DE ALMEIDA- POR DANIEL RODRIGUES

Argumentos Favoráveis e Contrários à Narciso. Todas as más qualidades que conhecemos não seriam suficientes para qualificar um individuo chamado Narciso Lemos de Almeida. Este viveu no Nordeste, e desde cedo teve sua vida envolvida em perversidades e maldades, construindo uma carreira sanguinária de crimes, desde que fez parte do bando de Antonio Silvino( Famoso de sua época). Mas a surpresa que da sentido real a Historia, é à sua espetacular conversão ao Evangelho de Jesus Cristo e sua nova vida, desde que deixou o mundo do crime. Muitos conhecem a historia de lampião"O Rei do Cangaço" , Antonio Silvino, Corisco. Mas descrê em muitos outros Cangaceiros que também existiram, porém eles tiveram um fundo histórico oculto. O que precisamos fazer é entendei o que esta por traz da conversão e regeneração de um homem criminoso, chamado Narciso e destingir sua historia é verdadeira ou falsa. Precisamos entender que Narciso L. de Almeida participou do bando de Antonio Silvi…

NOSSO TÚNEL DO TEMPO - BATIZADO DE PEDRO ANDRÉ

Imagem
ROGÉRIO NORAIS, D.DOCA COM  O NOSSO FUTURO PADRE (DO SANHAROL) ,PEDRO ANDRÉ NO DIA DO BATIZADO

ZÉ GONZAGA E A AJUDA DO IRMÃO LUIZ

Fugindo da seca do sertão pernambucano, Zé Gonzaga, em 1939 saiu em direção ao sul do País em busca de ajuda dos seus irmãos Joca e Severino que moravam em São Paulo, ou Luiz, no Rio de Janeiro, que não via desde 1930.
Não achou os irmãos de São Paulo, escreveu para a mãe, D. Santana, pedindo o endereço de Luiz no Rio de Janeiro. E foi assim que numa manhã de março de 1940, numa pensão situada na Rua São Frederico, 14, no Morro de São Carlos no Rio de Janeiro, Luiz Gonzaga foi acordado antes da hora por D. Tereza, uma portuguesa, dona da pensão que lhe disse: - Gonzaga, acorda que cá está um gajo a dizer que é teu irmão. Gonzaga que ainda vivia no mangue tocando em praça pública para sobreviver, respondeu:

- Oxente D. Tereza, que diabo é isso?

Aí, tropeçando de sono foi até a porta, reclamando, e deu de cara com um rapaz moreno de olhos azuis iguais ao da sua mãe. Disse José, com quem Luiz sempre teve uma relação de amor e ódio, que ao aparecer aquele negão, de cara redonda, perguntou:

- …

Zé Gonzaga

Imagem
Zé GonzagaJosé Januário Gonzaga do Nascimento nasceu em  15/1/1921 Exu, PE. Faleceu em  2002 Rio de Janeiro, RJ. Cantor. Compositor. Instrumentista. Acordeonista.Irmão de Luiz Gonzaga
Discografia
([S/D]) Asa branca • Japoti • LP
([S/D]) Baile da tartaruga • Japoti • LP
([S/D]) Começo de festas • Copacabana • LP
([S/D]) Pedacinho do Nordeste • Copacabana • LP
([S/D]) Zé Gonzaga • Beverly • LP
([S/D]) Tangos • Phonodisc • LP
([S/D]) Verdadeiro amor • Beverly • LP
(1963) Hoje...vou/Margarida • Copacabana • 78
(1963) Vai Zabé/Pensando nela • Copacabana • 78
(1962) Chorei sim/Adeus São João • Copacabana • 78
(1962) Vendedor de camarão/Dançando com Andréia • Copacabana • 78
(1962) Festa na casa grande/As coisas boas que eu tenho • Copacabana • 78
(1961) O casamento de Roberta/Bem-te-vi • Copacabana • 78
(1960) Viva o dono da casa/Pernambuquinha • Copacabana • 78
(1959) Voltar a Pernambuco/Cascatinha • Copacabana • 78
(1959) Frevinho na roça/Prisão do Quelemente • Copacabana • 78
(1958) Barba de bode/San…

VICÊNCIA BATISTA E LAMPIÃO

Um capítulo a parte é esta Batista legítima uma mulher que embora tivesse uma deficiência no braço direito era uma das filhas mais habilidosas de Mãe Dondom.Dominava todos os serviços domésticos, inclusive bordava e costurava.com seus olhos azuis, era meiga e muito querida pela família.Quando se casou com Enéas Batista, foi morar na sua fazenda na Paraíba, no Olho D'Água do Melão.certo dias ela estava em casa com as meninas Antonieta, Baldina e Marieta quando chegou o bando de Lampião.admiraram sua beleza e disseram que iriam levá-la perguntando pelo seu marido.ela disse que ele estava na roça, perto de casa..Então mandaram as meninas irem chamá-lo.Enéas chegou e eles se distraíram, dizendo que iriam deixá-lo vivo para cuidar das crianças, mas a m,mulher ia seguir com o bando.Vicência aproveitou a distração e pulou uma janela do quarto, conseguindo ir se esconder numa moita de mufumbo que estava bem fechada.
Ao procurarem por ele não encontraram sair mas dizendo que estavam com pr…

Família Feitosa- De João Alves Feitosa de Portugal ao Riacho do Machado- VII Parte

Imagem
Filhos do Coronel Eufrázio Alves Feitosa com Josefa Ferreira de Barros:
1-  Ten.Cel. Eufrázio AlvesFeitosa
 2-  Cap. João alves Feitosa
3-  Francisco Alves Feitosa
4-  Cap. José alves Feitosa
5-  Maria Alves Feitosa
6-  Leonarda Bezerra do Vale
7-  Josefa Alves Feitosa
8-  Maria Madalena Alves Feitosa
9-  Ana Alves Feitosa
10-Teresa Alves Feitosa

Igreja matriz de Arneiróz- foto-imagem de panoramio.com

Nota: em seu Tratado Genealógico da Família Feitosa, Leonardo Feitosa (Seu Nardo) afirma que por volta de 1761 o tenente Coronel Eufrásio alves Feitosa edificou em sua propriedade, quase no meio da aldeia dos índios Jucás, a igrreja de Arneiróz

FAZENDA - Nelson Ângelo

Imagem
Água de beber,

Bica no quintal!

Sede de viver tudo

E o esquecer era tão normal!

Que o tempo parava

Respirava o vento

Até vir a noite


E os velhos falavam

Coisas dessa vida

Eu era criança

Hoje é você

E no amanhã, nós!
 (...)
                                          Casa de Campo- Os Nonatos

POETA MANOEL XUDU E O BÊBADO

Certa ocasião o poeta paraibano Manoel Xudu  estava em uma cantoria e um bêbado lhe oferecia cerveja insistentemente: Olhe acerveja, ManoEL, tome a cerveja, até que o poeta respondeu com o seguinte verso:
Deixe de sua imprudência deixe eu findar a peleja como é que eu posso cantar tocar e tomar cerveja cachorro é que tem três gostos que corre, late e fareja.
(Extraído do livro ZÉ MARCOLINO - VIDA, VERSOS, VIOLA)

PEDRA DE QUILO. - POR MUNDIM DO VALE

PEDRA  DE QUILO.
Há muitos anos passados, houve um inverno pesado em Várzea Alegre e fez com que uma pedra grande rolasse da serra até o sítio Riacho do Meio. No deslizamento a pedra desceu derrubando árvores e deixando no seu percurso uma abertura, que mais parecia uma estrada. Nunca mais nasceu mato naquele local. A parada final da pedra foi exatamente no meio do riacho, onde dividiu o curso do rio em dois ramais. Anos depois o espirituoso Pé Véi trabalhava com Fatico na colheita de algodão. E um dia lá Pé Véi zangou-se com Fatico e pediu as contas. No domingo seguinte Fatico estava na calçada conversando com alguns amigos, quando passou Pé Véi com uma trouxa e falou: - Fatico. Inté ôto dia. Eu vou trabaiá catando argodão lá no Riacho do Mei, me dixero qui Leó paga muito bem. Fatico com aquele jeito sereno que só ele possuía, respondeu: - Seja feliz, Pé Véi. Mas se por lá não der certo, as portas do Buenos Aires estão abertas. Na segunda feira seguinte, por volta das 18 horas, Fatico estav…

UNIVERSO NO TEU CORPO- TAIGUARA

Imagem

ORIGEM DA BANDA DE PÍFANOS DE CARUARU - CACAI NUNES

Imagem
O fundador da Banda de Pífanos de Caruaru é Manoel Clarindo Biano. Ele nasceu em Alagoas, em 1890, e casou-se com Maria Pastora em 1910. O casal gerou vários filhos, mas sobreviveram somente Benedito, Sebastião, Antônio, Maria José e Josefa. Sebastião nasceu em 1919, e Benedito em 1912, em Olho D’água do Chicão, em Alagoas. Manoel trabalhava na roça, e levava com ele os dois garotos. Eles eram bem pequenos, e como não conseguiam ainda trabalhar na lida, ocupavam o tempo com outras coisas, como pegar o talo da folha da abóbora, fazer nele uns furinhos e soprar. Claro que os dois meninos não queriam tocar flauta por inspiração divina. Eles imitavam o pai e o tio, que tocavam em bandinhas cabaçais da região. O pai deles, Manoel, tocava zabumba. Ele ficou empolgado vendo o interesse dos filhos em tocar o pífano, e encomendou duas flautinhas para os meninos. Ele sabia executar umas poucas músicas no pífano, e foi com esse pequeno conhecimento que se transformou no primeiro professor de seu…

Família Feitosa- De João Alves Feitosa de Portugal ao Riacho do Machado-VI Parte- Assistam o Vídeo

Imagem
Filhos do Sgto-mor- João Bezerra do Vale e Ana Gonçalves Vieira:, filha do cel Francisco Alves Feitosa:
1-Coronel Eufrázio alves Feitosa
2-Leonarda Bezerra do Vale
3-Maria Madalena Vieira
Num longo relato de leonardo Feitosa em seu livro, ele conta que o sargento-mor João Bezerra do Vale sempre viajava  para Pernambuco, sua terra natal para vender o seu gado e numa dessas viajens demorou mais que o de costume.Tinha conquistado uma  moça de boas famílias que pensava que ele fosse solteiro.Na sua volta para a sua fazenda Cabaços, próximo a Cococi. a sua esposa Ana Goonçalves Vieira desconfiou como ele e tratou  e a falta de carinho com os filhos.diante da situação ele tramou uma estória de traição por parte dela, matou-a facadas. perseguido por dois cunhados, sumiu do sertão dos Inhamuns e não mais retornou.
      Padre Neri nos concede uma entrevista acerca de seu avô paterno, o grande genealogista Leonardo Feitosa.�����������������������������������������������������������������������…

PADRE CÍCERO, UM BEZERRA DE MENEZES- DANIEL WALKER

Imagem
Alguns ancestrais do Pe. Cícero pertenciam à Família Bezerra de Menezes. Quem lê estudos mais aprofundados sobre a biografia de Cícero Romão Baptista, o padre secular que revolucionou a Povoação do Joazeiro, entre 11 de abril de 1872 - quando chega na povoação para residir, na companhia de sua família (a mãe Joaquina Vicência – chamada Dona Quinô, duas irmãs – Mariquinha e Angélica, e uma escrava, Terezinha) e 20 de julho de 1934, quando falece - deve ter encontrado alguns destes registros. As suas tetravó e trisavó paternas, respectivamente, Petronila Bezerra de Menezes e Ana Maria Bezerra de Menezes, filha de Petronila, eram relacionadas por genealogistas como oriundas da contribuição étnica da família, dos troncos existentes entre velhos povoadores da Bahia, de Pernambuco e de Sergipe, especialmente. Contudo, as ressalvas eram feitas, admitindo-se que eventualmente fossem estes ancestrais consanguíneos. Levantamentos mais recentes mostram de forma inequívoca, as rela…

GRANDE ANTÔNIO VICELMO! GIOVANI COSTA

Imagem
Antônio Vicelmo- foto do blogdocrato

Ouvindo a rádio Educadora do Crato, o mais conhecido repórter do Cariri Antônio Vicelmo lia um aviso, uma nota muito longa, quando ia mais ou menos pelo meio ele reclamou: e esta máquina não tem ponto não, tem só vírgula? É prá gente ler o tempo todo sem tomar fôlego? Continuou lendo...ainda não apareceu um ponto. Até que chegou ao fim ai ele disse: até que em fim se lembraram de botar um ponto. Grande Vicelmo!

NOS INHAMUNS DE ANTIGAMENTE- GIOVANI COSTA

Em sua obra "Tratado Genealógico da Família Feitosa, Leonardo Feitosa conta que Manuel  Ferreira Ferro de 1734 a 1747,sustentou lutas tremendas com o português José Pereira Lima, possuidor de terras no lugar chamado Correntinho nas cabeceiras da Ribeira Carius.As terras dele limitavam-se com as de Manoel ferreira Ferro.O ponto da discórdia: a divisa das referidas terras.José Pereira Lima  para mostrar que tinha maior resistência do que Ferro, passou a se assinar José Pereira Aço Por fim, Pereira Aço,  sem conseguir vitória, foi preso e levado para a cedia do Limoeiro, em Lisboa, Portugal.Depois de muitos anos preso por lá, voltou ao Recife, onde sua esposa Apolônia o esperava. Morreu  de bexiga por lá.

EMBUANÇA NO INHARÉ - POR ANTONIO MORAIS

Imagem
O Inharé é uma localidade do distrito sede de Várzea-Alegre imprensada pelos sítios Sanharol, Gibão e Chico. Lugar de gente pacata, mansa e ordeira desde os primórdios. Habitavam-no, a principio, Seu Nelinho, Mestre Silvino, Gustavo, José Bitu Filho e outros mais. Na década de 30 do seculo passado José Bastião, filho de Raimundo Bastião e Mariquinha começou um namoro com Maria Júlia, filha de Gustavo. 
Numa tardinha José Bastião encontrou a namorada tristonha e chorosa. Procurou saber o que a transtornava. Ela respondeu: José, este namoro nosso não dar certo, sua tia Madalena Bitu disse que eu sou negra e que você devia procurar uma  moça da família para namorar, estou convencida que ela está certa. José Bastião respondeu em cima da bucha: e o que aquela barata descascada tem a ver com minha vida?
O desaforo de José Bastião chegou aos ouvidos de Frazo do Garrote e depois do mundo. Menininho Bitu, filho de Madalena, uma espécie de juiz de paz e conselheiro do lugar, que ni…

O CORONEL MANOEL NETO O FAMOSO NAZARENO "Cel. MANOEL NETO" PEQUENA SINOPSE DA VIDA DESSE BRAVO POLICIAL NAZARENO partes XXVI e XXVII

Imagem
PARTE XXVI:

E explicava: Euclides, além de valente, era cauteloso e hábil estrategista, procurava sempre deixar a salvo os seus companheiros e comandados. Manuel Neto “era doido”, costumava dizer Lampião. Partia para cima dos cangaceiros “feito cachorro azedo”, o que de certa forma facilitava a reação dos bandidos.

O bravo nazareno parecia desconhecer o significado da palavra medo. Parecia, apenas, pois poucos tinham, como ele, tanto medo... de alma! Tinha verdadeiro pavor pelas coisas do outro mundo.

Deixando, em 1940, o Comando do Esquadrão de Cavalaria, o capitão Manuel Neto voltou a comandar a 1ª Companhia, assumindo depois o cargo de Subcomandante Interino do 2º Batalhão, onde foi elogiado pelo comandante que realçou a “dedicação ao trabalho, o empenho em serviço, o amor à disciplina, traduzidos nas diversas modalidades e ainda mais no acatamento ao chefe; o dom da iniciativa e o espírito de corporação”.

A 19 de fevereiro de 1943, foi nomeado Delegado Regional da 11ª Zona Polici…